A história do anel atlante começa em 1860, quando foi descoberto pelo egiptólogo Howard Carter

A história do Anel Atlante começou no Egito, há mais de dez mil anos, quando os atlantes deixaram sua imensa e impressionante sabedoria para a casta sacerdotal egípcia denominada “Olho de Horus”.

A descoberta do anel se deu pelo egiptólogo Howard Carter Marquês de Angrain, que em 1860 fazia escavações no Vale dos Reis, mais precisamente no túmulo do faraó Juá, onde encontrou a joia.

Juá foi um dos sacerdotes na época do faraó Amenhotep III, pai do faraó Akhenaton. Akhenaton era casado com Nefertiti, e teve seis filhas. Ele também foi pai de Tutankhamon, fruto do casamento com sua segunda esposa, Kiya.

De acordo com a história do Anel Atlante, o mesmo foi encontrado por Howard Carter, que também descobriu a tumba do rei Tutankhamon no Vale dos Reis alguns anos depois, em 1922. O Rei Tut também tinha um Anel Atlante Original no dedo. Carter se encantou com o anel e passou a usá-lo.

Dos cinco arqueólogos que estavam junto com Howard Carter naquela descoberta, somente ele sobreviveu. A lenda diz que os outros foram infectados por vírus desconhecidos, por não possuírem a proteção imunológica adequada. Todos os quatro morreram no período de um mês, de formas estranhas. Na entrada do túmulo, havia a inscrição: “A morte tocará com suas asas aquele que perturbar o sono do faraó”, frase que ficou conhecida como a maldição do faraó.

Percebeu-se que a única coisa que diferenciava Carter das outras pessoas que entraram na tumba era que ele portava o famoso Anel Atlante. Ao que parece, isso foi o que permitiu ao egiptólogo que permanecesse vivo. Ele só veio a falecer muitos anos depois, por causas naturais.

A atuação de André de Belizal

Desde a descoberta do Anel Atlante, inúmeros pesquisadores se interessaram pela joial. A conclusão principal ao caso foi: A eficácia do anel se deve às ondas que ele emite, chamadas de “LOUKSOR”, cujos agentes invisíveis catalisam energias cósmicas.

O nome Louksor foi dado pela equipe de estudos em radiestesia de André de Belizal, que foi um dos mais renomados e brilhantes radiestesista da Escola Francesa. Ele estudou e criou a maioria dos conceitos hoje usados em radiestesia, entre eles as “ondas de forma”.

O Anel Atlante Original chegou às mão de Belizal por uma herança de sua esposa. Ele dedicou muito tempo de sua vida estudando o anel e suas propriedades energéticas. O anel esteve em poder de Belizal até sua morte, e posteriormente foi passado aos seus descendentes.

A família Belizal jamais divulgou detalhes do Anel Atlante Original. O que se tornou conhecida foi a forma Louksor, que surgiu na literatura pela primeira vez na obra “Física Microvibratória e Forças Invisíveis” de autoria de Belizal e P.A. Morel.

Belizal modificou o Anel Atlante, criando a forma Louksor plana, com formas mais quadradas. Belizal converteu esta forma plana em um anel louksor e observou que a forma arredondada não a saturava.

By |2018-06-11T19:06:10+00:00junho 11th, 2018|Categories: Anel Atlante|0 Comments
error: Conteúdo protegido!