A proporção Áurea existe em todo o universo, o Anel Atlante Original possui a forma perfeita dessa proporção

A harmonia, equilíbrio, Perfeição. Não é preciso ser uma pessoa religiosa ou mesmo acreditar em uma determinada crença, para de maneira simples olharmos a nossa volta e percebermos que os elementos do universo, são minuciosamente calculados com suas rotas e movimentos executados de maneira mais perfeita.

Para muitos essa é a maior evidencia da existência de um Ser com um grau elevadíssimo de inteligência, um ser superior altamente mais evoluído e ainda incompreendido por nós. Ele propositalmente criou de maneira projetada, cada elemento que existe na nossa realidade desde um grão de areia, os movimentos dos mares, a folha de uma árvore, a estrutura de uma molécula.

O reino mineral, vegetal, animal e o reino humano. Tudo, absolutamente tudo na natureza, segue esse padrão da Proporção Áurea, e é por isso mesmo que ele é conhecido como o código de Deus, Razão de ouro.

A Proporção Áurea, ou a fórmula de ouro, não foi criada por alguém, não foi criada por um gênio conhecido na humanidade. Ela simplesmente existe e faz parte de toda a existência, ou seja ela é a razão da existência de todo o mundo físico, mental, emocional, energético e astral conhecida e ainda desconhecido. Ela é a razão da existência e está ai para quem desejar ou tiver a capacidade de ver.

Como ela funciona? Porque ela é considerada a forma da perfeição? Qual a sua importância da Proporção Áurea no Anel Atlante Original, na história e em nossas vidas?

Pode ser fácil de explicar o que é a proporção áurea, mais a complexidade da sua existência, é muito mais abrangente e fascinante do que isso. A Proporção Áurea é o que podemos chamar de perfeição e a razão da existência.

Uma grande referência de pensador grego para nós nos dias de hoje, foi Platão, que também escreveu e relatou sobre essa proporção.

Tecnicamente a proporção áurea pode ser compreendida como uma constante na formação do universo e o seu o movimento. Tudo é coordenado por essa força da proporção áurea.

A proporção áurea, simplesmente existe nas formas da natureza e de tudo aquilo que conhecemos. Podemos aceitar que uma inteligência superior realmente existe e ele criou o que conhecemos como universo, ele decidiu usar essa escala para formar a sua obra.

Mas a grande genialidade por trás desse código existente na proporção áurea, é que se aplicarmos esse conceito, as proporções de um retângulo, nós teremos o que é conhecido na matemática como, retângulo de ouro. É aqui que acontece a mágica. Por alguma razão o nosso cérebro relaciona as proporções do retângulo de ouro, com a imagem mais agradável e perfeita que pode existir aos nossos olhos.

A partir desse conceito aplicado no retângulo de ouro, nós podemos criar qualquer coisa seguindo essas medidas e proporções, e essa criação será necessariamente belo. Não sabemos disso consciente, mas além da natureza seguir esse padrão, nós seres humanos podemos encontrar formas nos nossos corpos, que seguem a proporção áurea.

Outra curiosidade interessante sobre os nossos corpos e essa proporção, é o fato de que, quanto mais simétrico for o nosso corpo ou algo que criamos, seguindo esse padrão, mais bonito e equilibrado se tornará o nosso corpo e também a nossa criação. A pessoa e as forma por ela criadas, ficarão em equilíbrio. Não sabemos exatamente o porque, mas se existe uma palavra que pode resumir muito bem o que esse conceito representam, essa palavra é a perfeição.

Fazendo uma viagem rápida pela história, vamos descobrir o quanto a Proporção Áurea foi importante para a civilização humana. Muitos foram os estudiosos que ao longo da história, conseguiram descobrir esse padrão na natureza e apesar, dele ter sido matematicamente comentado em livros, apenas na Grécia antiga, muito antes disso o seu uso já era conhecido entre as civilizações mais incríveis da história humana.

Na pirâmide de Gizé no Egito, uma das sete maravilhas do mundo antigo e uma das maiores de todas as pirâmides existentes, podemos facilmente encontrar as medidas dessa proporção, aplicada na sua construção. Outro monumento arquitetônico histórico e maravilhoso que foi construído dessa mesma forma, é o templo grego partenon. Mais essas estruturas não são exceções. Tanto egípcios quantos os gregos cada um em suas respectivas épocas, usaram a proporção áurea tanto para suas principais e mais majestosas construções, quanto para a produção de suas obras artísticas.

Avançando um pouquinho no tempo e chegando ao século XVI, foi nessa época, chegou definitivamente para o mundo das artes. Naquele século, um monge italiano Luca Paciole, escreveu um livro sobre a proporção áurea, chamado, A divina proporção. Para ilustrar a obra, Leonardo da Vinci.

O artista multifacetado, em muitas áreas do saber, passou a usar a proporção áurea nas suas obras. Ele era fascinado no que a proporção Áurea era capaz de criar. As obras mais famosa do mestre italiano, que seguem perfeitamente a proporção áurea, são as dos quadros, a última ceia, Mona Lisa e o homem Vitruviano.

Outros nomes muito conhecidos e renomados, que também faziam uso da proporção áurea em suas obras, foram, Michelangelo, Boticelle, Rafael, Rembrandt e o mais contemporâneo, Salvador Dali.

Na nossa realidade física, na criação dos padrões existentes na sociedade, podemos utilizar A proporção áurea, como a arte que imita a criação da realidade física. No Universo a presença da proporção áurea é geral, ela está presente no sistema solar, na via láctea e até mesmo nas moléculas do nosso DNA. Vale a pena refletirmos sobre as seguintes questões:

A proporção áurea, a fórmula de ouro, realmente existem graças a um conjunto de coincidências da natureza? Algo tão perfeito como essas medidas, poderiam ter sido criadas por um Ser igualmente perfeito? Seria essa uma prova da existência de uma inteligência superior? Ou uma evidencia da inteligência da natureza? Do acaso? O que você pensa sobre o assunto?

A proporção áurea é a energia de consciência que liga todos os seres. Podemos chamar de energia de consciência a inteligência do Criador presente em toda a sua criação no Universo. O organismo, formado por esse conjunto de formas menores, tem a mesma proporção de cada parte menor que lhe deu a forma final. A forma final está totalmente inserida na proporção dimensional das suas partes menores.

Esse processo volta a se repetir em toda a existência material ou etérica, onde toda a existência faz parte de uma rede cósmica interligada. Cada forma varia e se torna diferente de acordo com a frequência eletromagnética recebida que lhe dá os movimentos também de acordo com a Proporção Áurea.

Mesmo havendo a variação das formas, o padrão da Proporção Áurea permanece inalterado, obedecendo a matriz, que podemos chamar de Matriz inteligente ou Divina, cuja menor parte de uma forma contém a proporção áurea da forma inteira. Essa menor parte da forma, é chamada de fractal ou medida canônica, outros nomes podem ser atribuídos a esse princípio, mas é importante nos conscientizarmos que estamos falando da mesma Proporção Áurea.

Os povos anteriores da nossa época, como por exemplo os Atlantes, conheciam bem esse princípio e faziam a aplicação consciente dele em toda a sua criação, por exemplo: na astronomia, nas construções e nas suas formas de vida.

Usavam desse princípio para permanecerem em harmonia com a fonte da inteligência Criadora e assim poder viver e se desenvolverem em harmonia. Podemos ver isso nas construções antigas dos Incas, Maias, Astecas, Egípcios e os outros povos da antiguidade.

Com o desaparecimento dessas civilizações, ficou como herança para a atual civilização, esses padrões sendo repetidos pelos povos primitivos na nossa época atual, que a reproduzem em suas culturas nos desenhos de suas vestes, em utensílios e em seu modo natural de integração com a natureza.

E o que a Proporção Áurea tem a ver com a civilização atual? Como podemos utilizá-la a nosso favor?

A nossa composição e estrutura física, tem a mesma proporção da formação do universo. Podemos começar a sentir os benefícios da proporção áurea, quando nos conscientizamos da existência desse padrão em nossa forma física. Essa forma física pode se manter no padrão harmônico com o Criador, e com esse conhecimento, podemos estabelecer vínculos cada vez maior e mais consciente das ações que passamos a exercer, seja na escola, no trabalho, na nossa casa, no trânsito, na balada ou qualquer atividade que realizamos ou vamos realizar em nossas vidas.

A proporção Áurea perfeita existe como parte integrante em nós, por isso é ensinado desde o mais remoto tempo, que somos imagem e semelhança do criador, pois somos os únicos seres conhecidos, capazes de criar e modificar tudo a nossa volta, temos raciocínio, inteligência e somos livres para materializar, tudo o que é recebido pelos nossos.

Quando produzimos boas ações em nosso cotidiano, estamos sempre com a nossa proporção em ressonância e equilibrada Quando nossos pensamentos, sentimentos e ações são de alguma forma prejudiciais a nós e aos outros seres, nos afastamos da Proporção Áurea existente em nós.

Concluímos que a Proporção Áurea é a faculdade, o código que o Criador usa para a sua criação universal.

As formas criadas através da Proporção Áurea e reconhecidas em todas as tradições humanas mais antigas da Terra se tornaram popularmente conhecidas há mais de 25 séculos através nas civilizações orientais e no ocidente, no Egito da Grécia, e foi largamente aplicada pelo Filósofo Pitágoras, que a utilizou em sua escola de sabedoria iniciática.

Era o apogeu do conhecimento Grego, que foi seguido por todos os maiores nomes ligados a arquitetura, música, astronomia e muitas outras áreas do saber. Esse conhecimento foi e continua sendo nos dias atuais de tamanha importância, que na época, essa Matriz Divina era conhecida como “a medida sagrada da Terra”. Eram os fundamentos arquetípicos espirituais por trás das obras-primas da arquitetura, onde o uso era empregado utilizando-se da Inteligência divina nas criações humanas.

O padrão de cálculos utilizados nas criações que iam desde as construções até os desenhos e símbolos utilizados, havia o reconhecimento da proporção árica como o padrão de sintonia para com o divino no mundo das formas perfeitas.

By |2018-09-16T22:29:54+00:00setembro 16th, 2018|Categories: Anel Atlante|0 Comments
error: Conteúdo protegido!