O Anel Atlante Original em ouro e prata corresponde à dualidade, a partir do átomo até a formação das galáxias

O ouro e a prata no Anel Atlante Original simbolizam claramente a dualidade presente em tudo, desde o átomo, menor partícula existente, até a formação e movimentação das galáxias. Tudo o que acontece no Universo só é possível com a união de duas forças. Um exemplo claro disso é a formação do ser humano, que só acontece com a junção das forças masculina e feminina.

Muitas pessoas me procuram em busca do Anel Atlante somente em ouro ou apenas em prata. Mesmo respeitando estes desejos de um anel com um só destes elementos, há uma justificativa para que estes dois metais, ouro e prata, sejam colocados juntos no Anel Atlante Original.

Ao utilizarmos um anel ou aliança de ouro, esta joia tem um efeito diferente do que teria o mesmo anel ou aliança em prata. Este efeito é bioquímico, e ocorre da seguinte maneira: os íons positivos do ouro interferem na parte enzimática da pele e na parte energética do corpo. Na prata, são os íons negativos que interferem nesta mesma parte enzimática do corpo, alterando a frequência energética deste corpo. Há grande diferenças nessas formas.

O ouro, com seus íons positivos, age no corpo com um efeito tonificante, propenso a causar mais disposição, alegria e motivação em quem o usa. Ele contribui para que a pessoa enfrente as adversidades com mais otimismo, assim como o aspecto masculino. Esse efeito positivo nos ocorre quando estamos em estado de equilíbrio físico, mental e emocional. Quando nos encontramos alterados por certas circunstâncias da vida, o ouro pode nos auxiliar intensamente, sendo capaz inclusive de nos fazer sair do estado de boa motivação para o estado de exageros, a ponto de provocar patologias pelos excessos.

Já a prata sempre vai agir no corpo humano com um efeito mais calmante, até sedativo, pois age buscando o lado harmônico, conciliador, que dialogam com os aspectos naturais feminino. Diferente da ação do ouro, quando estamos alterados pelas circunstâncias da vida, a prata pode nos levar a sair do estado harmonioso para o estado de tristeza, depressão e angústia, a ponto de provocar patologias pelo estado de sedação e/ou falta de vontade.

Os aspectos descritos, de excessos ou sedação nas atitudes diante das circunstâncias adversas, exemplificam o tipo de variações passíveis de ocorrer com o uso dos anéis feitos somente de ouro ou prata. Há relação também entre o uso do ouro e da prata em determinado dedo da mão e a alteração bioquímica do corpo a partir disso, de formas que alteraram também as energias da vida que circulam nos canais vitais do corpo humano.

A relação entre o indivíduo e o uso de qualquer objeto pessoal deve ocorrer em prol da busca da harmonia energética do corpo físico. Quando alcançamos este estado harmônico, conseguimos estar em plena saúde nas três principais áreas: física, mental e emocional.

O gráfico abaixo, dos 5 elementos da cultura chinesa, demonstra isso. Ele mostra os órgãos vitais do corpo, cinco órgãos Yin representando os aspectos femininos e cinco órgãos Yang representando os aspectos masculinos. Quando esses corpos físicos e energéticos estão em total equilíbrio, percebe-se tudo que o ser humano necessita para viver em plenitude universal.

Como vimos, o ouro e a prata têm efeitos totalmente opostos ao entrar em contato com o corpo, sendo capazes de fazer alterações no campo vibracional e energético deste corpo. Esse efeito pode ser percebido através de uma das técnicas de acupuntura chamada Koryo Sooji Shin – Acupuntura aplicada às mãos.

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) percebe que há algumas partes do corpo que funcionam como um micro universo do corpo. Veja exemplos destes pequenos sistemas:

Orelhas, pés e mãos

São diversas as técnicas aplicadas por terapeutas profissionais em cada um desses micros sistemas, visando o tratamento de várias doenças localizadas em qualquer parte do corpo. Vamos focar nas mãos neste primeiro momento.

Essa técnica de Acupuntura é baseada na Teoria da Correspondência, onde se verifica que, para cada ponto de aplicação no corpo, existe um ponto correspondente nas mãos. A acupuntura nas mãos pode ser feita de diferentes formas: agulha tradicional específica, sementes, ventosas, moxabustão (acupuntura térmica) e Tui na (uma espécie de massagem).

Nas mãos também é possível aplicar a terapia dos anéis de ouro ou de prata para aliviar e até mesmo tratar diversas patologias, usando os princípios da acupuntura sistêmica nos pontos espalhados pelo corpo.

Terapia dos anéis

Para melhor compreensão sobre a importância do ouro e da prata conforme é fabricado o Anel Atlante Original, vamos falar de um experimento da técnica de Terapia dos anéis, aplicada na acupuntura nas mãos. Essa técnica é bastante difundida no Brasil. Um de seus principais divulgadores é o professor Alexandre Gameiro.

Para este experimento, separe um anel feito apenas de prata e um de ouro.

– Pegue o anel de prata e ponha no dedo indicador;
– Junte o dedo indicador com o polegar, de maneira a formar um círculo;
– Faça uma pressão média por 5 segundos, para que os íons da prata possam agir na bioquímica local;
– Tente separar a os dois dedos, indicador e polegar, atento à força necessária para esta ação de separação.

No segundo momento, troque o anel de prata por um outro anel de ouro.

– Junte os dedos novamente com a mesma pressão exercida anteriormente;
– Tente separar os dedos exercendo a mesma força.

Com essa simples experiência é possível comprovar a diferença de ação que os metais exercem sobre o corpo.

Quando unimos o ouro e a prata no Anel Atlante Original, podemos perceber a junção das duas forças se complementando, para que os íons masculino do ouro e os íons feminino da prata criem as condições necessárias para harmonizar as duas polaridades.

Assim, o Anel passa a vibrar somente com a captação da Energia Universal do Criador, por meio da geometria sagrada em sua composição. A combinação do ouro e da prata possibilita que as energias possam ser recebidas através do caminho do meio, sem pender para os íons positivos e negativos destes elementos, logo sem interferências na passagem da energia.

Com essa composição do ouro 12, 14, 16 e 18 kilates e a prata de 925 e 950, temos a nossa disposição uma das joias mais perfeitas, que pode ser usada de forma benéfica em todas as ocasiões na nossa vida.

Argila de Assuã

O anel descoberto por Howard Carter na tumba do Rei Juá, antes da descoberta na tumba do Rei Tutancâmon, foi feito de argila de Assuã. A argila sempre foi um material natural usado pelas civilizações mais antigas, e ainda hoje faz parte de terapias diversas para cura de diferentes patologias.

A recomendação de todas as receitas que envolvem a argila é que ela seja sempre usada virgem e natural, conforme é retirada da terra. Isso é especificado porque, dessa forma, ela continua com todas as forças energéticas da natureza.

Após processada e cozida, como normalmente é feito em todos os trabalhos artesanais e industriais que utilizam a argila, ela perde as propriedades que promovem a cura, se tornando estéril para os efeitos terapêuticos.

O Anel Atlante Verdadeiro descoberto foi fabricado com a argila Assuã a partir de tecnologias atlantes que ainda são desconhecidas por nós. Sabe-se que esta argila foi processada para adquirir a dureza necessária para a consolidação do anel. Este processo o deixou sem os elementos ionizadores da natureza que são capazes de alterar a bioquímica do corpo, restando apenas os elementos geométricos para captação da energia universal e distribuição para o corpo do seu portador. Ou seja, o Anel Atlante Verdadeiro é confeccionado em um material neutro.

By |2018-06-11T19:05:40+00:00junho 11th, 2018|Categories: Anel Atlante|0 Comments
error: Conteúdo protegido!