O Pentagrama que dá a forma do Anel Atlante Original, é o símbolo do código da vida. Uma vez que todas as proteínas do corpo humano possuem esse código como projeto base, basicamente todas as células do nosso corpo baseiam-se em 1 dos 5 sólidos platônico.

Não há dúvida de que, a estrela de 5 pontas, o pentagrama, é um dos 5 sólidos platônicos que age como o projeto para a formação na criação da matéria.

Esta no momento de aprendermos que o pentagrama, é o símbolo que representa a realidade mais intima para conhecermos o nosso microcosmos como chave para o Despertar e fazer uso desse conhecimento para avançar na nossa trajetória rumo a expansão da nossa consciência para adquirirmos a força para nossa Transformação.

Saber fazer uso corretos do pentagrama, como um talismã, nos auxilia em nossa trajetória pela vida. Está no momento de agregar esses conhecimentos em nossa educação básica, como base de auxílio para a formação dos valores, conceitos e princípios universais. Está na hora de incorporar esta sabedoria antiga no nosso coração e consciência, para se retornar a vida plena, não apenas ler ou pesquisar sobre isso.

O pentagrama é um símbolo de verdadeiro poder, que transporta o conhecimento e a sabedoria exterior para o nosso interior. Esse recurso, nos leva a conhecer e vivenciar o conceito do fractal, quando o interior passa a ser a mesma realidade do exterior.

O Pentagrama, faz parte de toda a história do desenvolvimento humano na terra.

O Pentagrama se encontra oculto na geometria sagrada. Onde as duas linhas se cruzam,
as proporções seguem a sequência de números de fibonacci. Quando você desenha um pentagrama menor dentro do pentagrama maior, ele proporciona a compressão obedecendo ao código de Deus ou número de ouro 1.618… e assim por diante, diminuindo para o microcosmos ou microuniverso, que somos nós. Ao expandir-se na mesma proporção, ele passa a representar o macrocosmo através do hexagrama ou estrela de Davi.

Os raros manuscritos de Leonardo da Vinci, demonstra o seu fascínio pela relação do número de ouro PHI. Um testemunho de que é, de fato, um dos códigos mais importantes que sustenta o tecido da criação. É o pentagrama que pode ser considerada a chave mestra, o poder dos códigos embutidos no pentágono, mostra o princípio universal conhecida como a proporção áurea.

O símbolo matemático utilizado para a proporção áurea é a 21a. letra do alfabeto grego – φ, O nome em Inglês é Phi, é a equação matemática que se reuz a expressão numérica 1.618…

A proporção áurea é a maneira como a natureza se organiza, essa mesma organização está presente nos seres humanos.

Esse padrão é repetido em todos os processos da formação física da matéria, onde são relacionados as mesmas proporções da menor parte da matéria como o átomo, até a maior parte. Esse processo do micro para o macro na mesma proporção, é conhecido como “fractal”.

O Pentagrama, contém representação dos quatro elementos básicos para a formação da realidade física, Terra, Fogo, Água, Ar. Com o equilíbrio desses quatro elementos em cada ser humano, o quinto elemento sagrado, a potencialidade divina conhecida como “éter”. Começa a vibrar e a despertar em nós para alcançarmos as nossas realidades superiores.

Existem cinco sólidos platônicos e cinco correspondentes fundamentos básicos da vida, que podem ser exibido na raça humana que se manifesta nestas mesmas Proporções Sagradas do Pentagrama.

No corpo físico humano, com os braços e as pernas abertas, é representado por um pentagrama, onde o quinto ponto esta localizado no topo da cabeça e os órgãos reprodutivos no centro do corpo. Cada um desses pontos também se relaciona com o número cinco: cinco dedos na extremidade de cada braço, cinco dedos em cada pé, e cinco orifícios no rosto. Além disso, cada ser humano possui cinco sentidos responsáveis pela percepção física.

O universo se revela nos sentimentos, estimulado pela geometria do pentagrama presente no corpo humano, encontramos a união na parte divina criando o potencial para a perfeição da harmonia, para que o ser humano possa atingir a perfeição existente no símbolo seguinte, que é a estrela de 6 pontas formada pela união dos dois triângulos com entrelaçamentos harmônicos.

Segundo o ocultista Eliphas Levi, o pentagrama exprime a dominação do Espírito sobre os elementos, e é por este simbolo que encadeamos os Silfos do ar, as salamandras do fogo, as Ondinas da água e os Gnomos da terra.

Munido deste símbolo e com disposição, podeis ver o infinito através daquela faculdade que é como enxergar o olho de vossa alma, e vós poderão se servir por legiões de anjos e colunas de demônios, sabendo distinguir as duas forças ou polaridades para seguir a que mais for propícia a você.

O pentagrama é o que se chama, em Cabala, de o símbolo do microcosmo, o símbolo cujo poder Goethe exalta no belo monólogo do Fausto:

É também pelo pentagrama que se medem as proporções exatas do grande e único athanor necessário à confecção da pedra filosofal e à realização da grande obra. O athanor é o alambique mais perfeito que possa elaborar a quinta essência.

O pentagrama é a mecânica que o Criador usa para executar o projeto do Universo – Platão

O Pentagrama sempre foi, em todos os tempos do conhecimento humano, o símbolo do homem renascido, do novo homem. Também é o símbolo do universo e de seu movimento eterno, por meio do qual acontece a manifestação do plano divino físico e etérico.

O homem que conhece e aprende a realizar o Pentagrama em seu microcosmo, em seu próprio mundo, permanece no caminho do despertar, expandir e transformação constante da sua consciência.
O pentagrama é um símbolo mágico capaz de transmitir, em seu entorno, energias positivas. Sua ação resulta de uma combinação de forma benéfica que atua diretamente sobre a psiquê das pessoas que tem contato com ele.

Os benefícios e o propósito de um pentagrama físico são: proteger a pessoa que usa ou o local onde ele está exposto atraindo as energias positivas.

Desde os tempos remotos, desde o início das civilizações, o pentagrama tem sido a chave de ouro e o símbolo do novo homem renascido. Ele é também o símbolo do Universo físico e de seu eterno desenvolvimento espiritual e eterno, por meio do qual o plano de Deus se manifesta no plano físico.

Pitágoras afirma em seus ensinamentos, que o Pentagrama é o símbolo do “arquétipo perfeito da beleza masculina e da beleza feminina no estado mais puro e absoluto”. A fusão da alma com o corpo físico. Pitágoras também dava ao número 5 o nome de, “número do homem no microcosmo”.

O Pentagrama simboliza a regencia do Espírito sobre os elementos na natureza. Com este símbolo mágico, as criaturas e elementais que povoam as regiões dos quatro elementos: terra, do fogo, da água e do ar, podem ser coordenados para que se possa atingir a energia do quinto elemento, Eter ou Espírito.

Os símbolos do pentagrama feitos com a geometria sagrada, criam um campo de energia cristalino, capaz de nos facilitar, a experimentar outros planos da realidade física, através dos nossos órgãos sensoriais e dos nossos cinco sentidos.

O pentagrama, é o sólido dodecaedro, ele representa o Ar, o Prana, o Sopro Vital, que mantém o movimento da vida em todas as dimensões. Os “Sólidos Platônicos” foram nominados para o seu homônimo, Platão. Antes de seu tempo, eles eram conhecidos como, sólidos pitagóricos, porque Pitágoras os ensinava para seus discípulos em sua escola de mistérios.

Na medicina oriental e particularmente na medicina chinesa, o pentagrama, é a base fundamental para o conceito de equilíbrio do ser humano. Ele se faz presente na teoria dos cinco elementos, representado na ligação dos cinco órgãos de polaridade negativa e os cinco órgãos positivos, o através do pentagrama, estabelecem uma perfeita harmonia, para manter a saúde e o equilíbrio físico, mental e espiritual no ser humano.

Os cabalísticos hebraicos afirmam, que o Palácio de Salomão foi construído com a influência do Selo de Salomão. O Pentagrama de Salomão era um símbolo através do qual o poder de Deus se manifestava.

Na antiga Mesopotâmia, o símbolo pentagrama representava o poder imperial. Na escola de Pitágoras, o pentagrama simbolizava a saúde e o conhecimento. No antigo Egito, o pentagrama possuía relação com as pirâmides, uma vez que representava o útero da Terra.

Na cultura hebraica, o pentagrama representava a verdade e os cinco livros “Pentateuco” (cinco rolos), que para os judeus têm o nome de Torá, a “lei escrita” revelada por Deus.

Na Idade Média, símbolo do pentagrama, representava a verdade e a proteção contra os demônios e os maus espíritos. Na idade média os adeptos do Cristianismo, o pentagrama era atribuído aos cinco estigmas de Cristo. Para os druidas, representava o divino, a cabeça de Deus, para os celtas, o pentagrama representava a divindade Morrigham, deusa do amor e a da guerra.

O Pentagrama aparece em uma das pinturas mais conhecidas de Leonardo da Vinci (1452-1519). O “Homem Vitruviano” surge dentro de um círculo, que representa o ciclo de todas as coisas.

Quando o pentagrama é desenhado dentro de um círculo, tem como função principal, unir todos os aspectos existenciais do homem.